News

Cerimónia de colocação do chamado “Golden Spike” do Toarciano”

Realizou-se a 25 de julho na Ponta do Trovão (península de Peniche) a cerimónia de colocação do chamado "Prego dourado" (Golden spike) no estratótipo (GSSP, Global Stratigraphic Section and Point) do Toarciano (cerca de 183 Ma), definido neste local, desde dezembro de 2014, pela Comissão Internacional de Estratigrafia (ICS).

Projeto MARE recebe prémio internacional

O projeto “REABILITAÇÃO DOS HABITATS DE PEIXES DIÁDROMOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO MONDEGO” liderado pela Universidade de Évora com o apoio técnico-científico do MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, foi recentemente galardoado com o prémio internacional Distinguished Project in Fisheries Engineering and Ecohydrology, atribuído em conjunto pela American Society of Civil Engineers (Environmental & Water Resource Institute), e pela American Fisheries Society (Bioengineering Section). A cerimónia teve lugar durante o congresso Fish Passage 2016, que decorreu entre os dias 20 e 22 de junho, na Universidade de Massachusetts.

Ribeira, ribeirinha… a ribeira é dos insetos

No dia 21 de Maio, o MARE e o Jardim de Infância da Sobreda foram descobrir a biodiversidade da ribeira da Sobreda.

Dia Mundial dos Peixes Migradores 2016 – Rio Mondego

Celebrou-se no dia 21 de maio o Dia Mundial dos Peixes Migradores 2016, um evento organizado pelo MARE/Universidade de Évora e pela Agência Portuguesa do Ambiente.

Esta iniciativa constituiu uma oportunidade para divulgar os projetos desenvolvidos no Rio Mondego envolvendo a Passagem Para Peixes de Coimbra (construída em 2011) e as Passagens naturalizadas implementadas em 2015, em cinco açudes localizados entre a Formoselha e Penacova, evidenciando como estas estruturas contribuem para a conservação dos peixes migradores do Rio Mondego.

 

MARE no Clean Up the Atlantic

O MARE participou na a 9ª edição do Clean up the Atlantic, no dia 21 de maio. Este evento consistiu em limpezas no fundo do mar na Baía de Cascais e da orla costeira junto ao Farol do Cabo Raso. 

A iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Cascais em parceria com a Cascais Ambiente​ foi um sucesso e contou com a participação de investigadores do MARE.

Diretor do MARE na Antena 3 fala sobre o MARE e o mar

Henrique Cabral respondeu a uma diversidade de perguntas sobre o MARE e o mar colocadas por Ana Galvão, Joana Marques e os ouvintes da Antena 3, no programa Donas de Casa, no dia 20 de abril de 2016, das 11h às 12h. As participações podem ser ouvidas a partir do 70’05’’ em http://www.rtp.pt/play/p2025/e232565/as-donas-da-casa.

MONDEGO: `LIVRE-TRÂNSITO` PARA PEIXES MIGRADORES

Espécies como o sável, a lampreia-marinha e a enguia-europeia, têm agora ‘livre-trânsito’ para a sua rota migratória no Rio Mondego. Isto é resultado do projeto “Reabilitação dos Habitats de Peixes Diádromos na Bacia Hidrográfica do Mondego”, que teve como finalidade reabilitar um troço do Rio Mondego considerado crucial para a migração destas espécies. Com um orçamento de cerca de 1.3M de euros, o projeto foi financiado pelo Ministério da Agricultura e do Mar e cofinanciado pelo Fundo Europeu das Pescas, através do PROMAR – Programa Operacional Pesca 2007-2013, e pela EDP-Energias de Portugal, S.A. Foi coordenado pela Universidade de Évora, com o apoio técnico-científico do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, e com a parceria de um conjunto de entidades.

Visite o site do projeto aqui: http://www.rhpdm.uevora.pt/

Ana Faria, investigadora do MARE, distinguida com o Prémio L’Oréal Mulheres na Ciência

A notícia do prémio com comentários de Ana Faria pode ser vista na RTP 1, programa Portugal em Direto, de Dina Aguiar, a 23/02/22016, parte 2, a partir do minuto 18:27, em http://www.rtp.pt/play/p2225/e225632/portugal-em-direto/484299

Investigação sobre acidificação dos oceanos distinguida com o Prémio L’Oréal Mulheres na Ciência

Quais as principais consequências para os peixes do aumento da acidez do mar, provocado pelas alterações climáticas?

Satélites Sentinel, os novos cartógrafos da Terra

Artigo de opinião no jornal Público, de Vanda Brotas, Professora Catedrática da FCUL e investigadora do MARE.

Hoje, dia 16 de Fevereiro, a ESA (Agência Espacial Europeia) lança o satélite Sentinel 3 que leva a bordo sensores que irão medir parâmetros essenciais para o conhecimento do nosso planeta, tais como a temperatura da superfície do mar, a topografia da superfície do oceano, a cor do mar, ou a cobertura vegetal dos continentes.

Vídeo da recente missão cientifica internacional a São Tomé com a participação do DOP/IMAR/MARE

O DOP comunicou que em Novembro de 2015, Nuno Vasco Rodrigues (investigador MARE-IPLeiria e Science Officer da Flying Sharks), Jorge Fontes (investigador MARE-Açores e IMAR-DOP) e Áthila Bertoncini (investigador UNIRIO e Institutos Meros do Brasil) fizeram uma expedição científica a São Tomé (Golfo da Guiné, costa oeste Africana).

Pages